Flacidez nos braços: o que fazer para melhorar?

A flacidez nos braços é uma das que mais incomoda, principalmente na hora de dar tchau, quando a pele cede e balança. Saiba como isso pode ser tratado.

Flacidez nos braços pode ser de pele e também muscular

 

A flacidez nos braços incomoda bastante, principalmente quando a gente vai dar tchau e vê a pele cedendo e balançando.

Em geral, após os 30 anos a pele tem uma tendência à flacidez, porque nós temos uma perda de colágeno.

Mas nós temos uma flacidez da pele e também uma flacidez do músculo, a gente vai perdendo massa muscular de acordo com as décadas de vida.

Então, uma das regiões que sofrem e que apresentam realmente uma pele que incomoda, um músculo mais frágil é essa região do braço, do tchau.

 

Como evitar a flacidez do braço?

Mas o que a gente pode fazer para tentar evitar que caia essa região?

Em primeiro lugar, ter uma alimentação equilibrada, com alimentos estruturais, proteína, alimentos que propiciam a formação de colágeno.

Nós temos também a tendência genética e a atividade física, que trabalha bem essa região, principalmente na musculação.

Aliás, fica um alerta aqui: não saiam fazendo exercícios sozinhos, porque vocês podem se lesionar. Tem que ter um acompanhamento profissional.

A partir dos 30 a gente começa realmente a ter uma flacidez, tanto de músculo quanto de pele, mas existem algumas tecnologias que podem nos auxiliar com isso.

 

Tratamentos para flacidez

A radiofrequência é uma tecnologia que aquece a pele, principalmente a derme, e melhora a produção do colágeno.

Assim, ela não vai até a musculatura, mas atua na pele.

Então a primeira situação é evidenciar se essa flacidez é muscular, de pele ou se ela é associada.

Para o músculo, a melhor tecnologia tem sido o ultrassom micro e macro focado, utilizada mundialmente. Então é feito na região específica da flacidez.

Além da radiofrequência, para a flacidez de pele podemos utilizar também os bioestimuladores.

Nós temos a hidroxiapatita de cálcio, o ácido polilático – que deve ser aplicado, geralmente, em três a quatro sessões, dependendo do grau de flacidez – e os fios de PDO. Eles são biocompatíveis e 100% absorvíveis.

Os fios têm dado um bom resultado nesta região principalmente pelo seu efeito bioestimulador e bioestrutural.

Portanto, bioestimulando essa região, a gente consegue uma melhor firmeza de pele.

 

Então, se você tem um incômodo com essa região ou até quer prevenir, procure o dermatologista de confiança para fazer um planejamento de acordo com o seu biotipo.

Isso precisa ser avaliado de acordo com a sua genética e também pela epigenética, que são os hábitos de vida influenciando na nossa genética.

Atendimento
Por Unidades
Seta direita

Escolha uma
unidade