Ácido hialurônico e suas indicações

O ácido hialurônico é um forte aliado no tratamento do envelhecimento e também nos cuidados diários com a saúde da pele. Conheça as diferenças entre o injetável, o de tomar e o de passar na pele.

Ácido hialurônico é aliado no tratamento do envelhecimento

 

O ácido hialurônico é amplamente utilizado nos tratamentos contra o envelhecimento da pele.

Mas existem diferentes apresentações desse produto: injetável, em cosméticos para uso tópico e também como suplemento, para ingerir.

Será que todos eles agem da mesma forma? Tomar ou passar o ácido hialurônico tem o mesmo efeito do preenchimento?

A resposta é não, eles não têm o mesmo efeito e eu vou explicar as diferenças.

Em creme e para ingestão

O ácido hialurônico tem um alto peso molecular, então ele não consegue penetrar como uma injeção.

Então o seu uso é indicado principalmente com o efeito de hidratação.

Isso porque, com o envelhecimento, nossa pele vai ficando mais seca, porque temos uma alteração da barreira cutânea e a pele vai ressecando.

Chegando perto dos 50 anos e da menopausa, o ressecamento da pele fica ainda maior e não só na face, mas em todo o corpo.

Por isso os cremes que possuem ácido hialurônico como ativo nos auxiliam na hidratação, seja na face, mãos, pescoço ou colo.

Claro que é fundamental beber água, ter uma alimentação equilibrada, ter um bom sono e praticar atividade física, como sempre falo.

O ácido hialurônico para ingerir pode ser em sachê ou cápsula e também tem um efeito de hidratação, praticamente nenhum efeito preenchedor.

 

Ácido hialurônico injetável

Quando nós injetamos o hialurônico, vamos diretamente na região em que precisa repor volume ou fazer uma sustentação.

Porque, de acordo com nosso envelhecimento, temos perda de gordura, de colágeno e flacidez de músculo em algumas áreas e contração de músculo em outras.

Esse produto injetável tem todo um processo de industrialização e sua apresentação é em gel.

Ele só deve ser aplicado pelo médico dermatologista que tem especialização para realizar o preenchimento, porque, como todo procedimento, tem riscos. Parece simples, mas não é.

 

Ações do ácido hialurônico

Em primeiro lugar é importante dizer que nem todos são iguais, há diferenças entre as marcas, de acordo com a engenharia de cada indústria.

Alguns tipos têm mais tendência a ter complicações, como nódulos e reações.

Isso quem vai saber é o médico, por isso é fundamental a escolha de um profissional que tenha anos de especialização.

Existem ácidos hialurônicos específicos para cada necessidade, com diferentes reologias, mais fininhos ou menos fininhos.

Alguns são mais indicados para efeito lifting, outros para áreas mais delicadas, outros para preenchimento de sulcos, olheiras, lábios ou contorno de face.

O tratamento já tem uma ação imediata, mas também o efeito gradativo de estímulo de colágeno.

A durabilidade do produto varia de acordo com a região de aplicação, a técnica utilizada e a marca do produto, mas pode ir de 6 a 18 meses.

 

Ácido hialurônico X toxina botulínica

O ácido hialurônico é diferente da toxina botulínica.

A toxina tem uma ação muscular e de relaxamento. Ela demora para ter um efeito, em torno de 3 dias até 1 semana e age num prazo de 15 dias.

Já o ácido é um gel que faz efeito lifting e preenchimento de linhas finas, remodelamento de lábios, de mento, entre outros e com ele é possível ver uma ação imediata, porque ele promove uma integração com o tecido da pele.

Quais as indicações?

  • sustentação facial;
  • melhora da olheira;
  • preenchimento da região das têmporas;
  • volumização dos lábios;
  • remodelamento do terço inferior da face e do contorno facial.

Não tem uma idade mínima para se aplicar o ácido hialurônico, depende mais da necessidade da pele.

Normalmente por volta dos 30 anos começamos a perder colágeno, mas temos a epigenética, que são os hábitos de vida influenciando na nossa genética.

Então temos o envelhecimento cronológico, que é aquele natural, progressivo e que é possível atrasar e tratar e também o envelhecimento patológico.

Esse é causado pela glicação, que é a ação do açúcar no corpo, doenças, hábitos de vida, cigarro, noites de sono mal dormidas. Tudo isso influencia o envelhecimento, independente da idade especificamente.

A dica maior é: tenha um médico de confiança para acompanhar o seu envelhecimento, de forma que você tenha sempre uma pele saudável.

Atendimento
Por Unidades
Seta direita

Escolha uma
unidade