Emagrecimento saudável: como tornar isso possível?

Emagrecimento saudável: o que precisamos considerar para que o processo dê certo

Emagrecimento: hoje iniciamos uma série sobre o assunto

 

Hoje começamos uma série sobre emagrecimento.

Todo mundo acha que precisa emagrecer 2, 5, 10 kg ou até mais e é sobre isso que a gente vai conversar.

Por que é tão difícil emagrecer?

São vários aspectos e cada pessoa pode ter um ou vários gatilhos diferentes para isso.

Se a gente for avaliar cada paciente de uma maneira única, temos questões hormonais, questões alimentares, hábitos de vida, sono, intestino, o psicológico, são várias coisas que precisam estar equilibradas

A avaliação individual do paciente é extremamente importante para sabermos exatamente quais são os fatores que podem de gatilho para piorar a situação.

Cada paciente é único e as histórias são diversas.

Alguns pacientes querem emagrecer 1 kg, 10 kg, 5 kg, outros são julgados porque querem emagrecer.

Mas o principal é a gente ter em mente que emagrecer é importante para o estar bem consigo mesmo e prevenir doenças.

Se sentir bem diante do espelho

Às vezes você pode estar num peso ok e saudável, dentro do normal, mas pode querer por um objetivo estético mesmo estar um pouco melhor.

Se olhar no espelho e estar bem. Cada vez mais eu vejo que as mulheres não conseguem ter uma satisfação.

99% chega no consultório da dermatologista falando que precisa emagrecer ou precisa ganhar 1 ou 2 kg.

Me parece que é um bloqueio de a gente olhar e ter prazer no que a gente está vendo.

No consultório da nutróloga isso também é comum.

Acredito que tem fatores psicológicos e situações de vida que nos levam para essa sensação, mas tudo parte da gente.

Quando a gente começa a se olhar com mais carinho, com mais amor, as coisas ficam mais leves e é essa leveza justamente que a gente está buscando.

Olhar esse processo com mais carinho talvez deixe tudo isso mais fácil.

A gente observa muito isso no consultório, quando as pessoas estão buscando o tratamento por amor a si mesmo e não por raiva ou por rejeição.

Então essa autoaceitação é extremamente importante para o processo.

A gente precisa lembrar também que, independente da situação em que nós estamos, foi esse corpo que nos trouxe até aqui.

Então a gente pode olhar para isso com carinho e amor e entender que a gente pode transformar a partir de agora.

Assim a gente acaba respeitando também a nossa história.

Emagrecimento e histórico

Muitos pacientes passam por crises. Eu mesma (Andrea) quando eu perdi meu pai eu só queria comer.

Logo uma nutróloga? Mas eu estava precisando daquele aconchego.

O importante é saber a hora de parar, de sair do vitimismo e começar a agir e a gente precisa de ajuda nessa hora, muitas vezes sozinhos nós não conseguimos chegar no nosso objetivo.

Aí a gente pode contar com ajuda de profissionais da psicologia, da nutrição, médicos, a gente trabalha em conjunto com a dermatologista também, porque a pele vai ter influência direta de tudo que nós fazemos com o nosso corpo, na alimentação, no estilo de vida e melhorando cada item o conjunto vai ficando cada vez melhor.

Quem não gosta de se olhar no espelho e se sentir bem? Começa pela pele! A pele reflete tudo.

E quando tem alguma coisa errada na nossa pele com certeza já tem alguma coisa errada no nosso metabolismo.

A pele é uma das primeiras coisas que a gente vai observar no paciente e a questão do peso está muito relacionada com a forma como nós agimos no nosso dia a dia.

Às vezes os estímulos relacionados a sono, estresse, carga de trabalho e a alimentação são muitos fatores para a gente mexer.

A gente tem que ter paciência também nesse processo, porque ninguém engorda 20 kg da noite para o dia, então também não vai emagrecer automaticamente.

Continue acompanhando nossa série sobre o emagrecimento saudável.