Pele aos 30 anos exige cuidados

A pele aos 30 anos merece atenção, porque é quando começam a surgir os primeiros sinais da flacidez.

 

Pele aos 30 anos: como cuidar?

A pele aos 30 anos merece cuidados especiais?

Nós já falamos sobre os cuidados diários com a pele jovem, até os 20 anos e hoje vamos falar da pele acima dos 25, 30 anos.

Para relembrar, a rotina diária da pele aos 20 anos inclui 4 passos:
limpeza específica;
tonificação;
hidratação;
fotoproteção.

Muitos fatores influenciam no organismo como um todo e também na pele:
genética;
cuidados diários;
hábitos de vida;
qualidade de sono;
quantidade de água ingerida;
qualidade da água ingerida.

Por volta dos 30 começam os primeiros sinais de perda de colágeno, aparece uma certa flacidez.

Está na dúvida se deve usar bioestimulador ou preenchimento? Clique aqui e esclareça suas questões. 

Flacidez da pele

Mas aos 30 a pessoa está flácida? Não!

Nessa fase começa uma perda de tônus e é possível começar uma prevenção, para que a pessoa envelheça com uma melhor qualidade de pele.

Por volta dos 40 começam as linhas de expressão, normalmente. Aí mudam-se os ativos.

Além daqueles quatro passos necessários incluem-se ativos específicos de acordo com cada pele.

Se a pessoa tem um melasma, por exemplo, ativos para aquele melasma associados com tecnologias.

Se a pessoa começa a ter rugas de expressão, além de uma toxina, a parte dos preenchimentos e de tecnologia, ativos com mais efetividade para aquele caso.

Os quatro pilares são os principais. Depois disso é de acordo com a necessidade de cada pele.

Depois dos 30

Já por volta de 45, 50 anos normalmente a pele fica um pouco mais seca.

Então muita gente que tinha uma pele oleosa passa a ter uma pele um pouco mais ressecada, aí entra um extra de hidratação.

Essa hidratação pode ser feita com ativos, tecnologias ou tratamentos específicos, porque uma pele bem hidratada tem uma melhor qualidade e um menor envelhecimento.

No comments yet.

Leave a comment

Your email address will not be published.